Terça-feira, 2 de Outubro de 2007
PERIOSTITE DO TIBIAL ANTERIO / POSTERIOR (Shinsplint – Shinpain)

                -Dor/inflamação da inserção do tendão do músculo ao periósteo;

                - Dor surge de forma progressiva e, por isso, diferencia-se da distensão muscular;

               

Causas:

- Sobrecarga da articulação sobre a superfície irregular ou dura;

- Desequilíbrios posturais (queda da arcada plantar ou aumento);

- Esforços anormais ou errados;

- Alterações circulatórias locais;

- Hipertonicidade dos músculos Sóleo e Gastrocnêmio;

- Hipotonicidade muscular anterior;

 

Como controlar:

- Ela pode ser controlada durante a evolução inicial, se o atleta conseguir executar as atividades com o tornozelo um pouco em Dorso-flexão (DF);

- Uma outra forma de evitar essa evolução, é a execução de exercícios de flexibilidade dos músculos Gastrocnêmios e Sóleo durante a prática do esporte;

 

Tratamento:

Objetivos: - Eliminar a dor e a inflamação, restaurar o equilíbrio e a função local;

 

Manutenção e Educação Espotiva:

                - Alongar os músculos: Tibiais, ísquios-tibiais, Sóleo e Gastrocnêmios antes e após treinos e jogos;

                - Crioterapia (massagem com gelo de 5 a 10 minutos de aplicação local, após os treinos e jogos);

 

Atendimento fisioterápico:

 

Fisioterapia

tempo

observações

Calor úmido (longa duração)

± 30 minutos

↑ circulação e melhorar ٱ álgico

Massagem Gastroc/Tibiais

Ativar circulação

Evitar fricção forte local

Ultra-som

5 min. para cada

 

Ionização ou Tens

± 20 minutos

Dor e inflamação

Alongamentos

30 seg por 30 seg (evoluir para 1 minuto)

repetir 4 x cada

Ísquios-tibiais

Quadríceps

Gastrocnêmios

Sóleo

Tibiais (pé virado prancha)

Exercícios

10 repet para cada

Andar em várias posições

Reforço isotônico dorso-flexão

Reforço isométrico dorso-flexão

Evoluir

Bicicleta estacionária

 

 

FNP para resistência

 

Esfriar (crioterapia)

15 a 20 minutos

Somente após a fisioterapia

 

Cuidados:

- Erro comum é de friccionar o local com força, ou até com a Massagem Transversal Profunda;

- Manter todo o membro inferior em treinamento de flexibilidade;

- Elevar o salto do calçado na vida diária, evitar esforços desnecessários;

- Utilizar calçados próprios para corrida (amortecimentos);

- Executar os treinamentos, preferencialmente, em superfícies não duras;

- Verificar a possibilidade de utilização de palminhas especiais e/ou ligaduras funcionais para treinos e jogos;

 

                Como podemos observar, o tratamento da Periostite deve seguir uma regra bem definida, pois do contrário o processo de recidivas é quase que certo. E não devemos nos esquecer de que quando ocorrer novamente os desequilíbrios na parte baixa do membro inferior (perna) a dor com certeza retornará.

  



publicado por fisio100 às 01:09
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30



posts recentes

...

PERIOSTITE DO TIBIAL ANTE...

Crioterapia - somente vas...

Massagista, uma profissão...

Histórico Profissional - ...

Fisioterapia Desportiva

A consulta a um fisiotera...

Quanto mais directo o ace...

Respondendo perguntas

Avaliação Funcional em Gi...

arquivos

Março 2013

Outubro 2007

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

tags

todas as tags

favoritos

Quanto mais directo o ace...

blogs SAPO
subscrever feeds