Domingo, 8 de Outubro de 2006
Massagista, uma profissão em extinção

Relato de um médico desportista do Brasil, ligado ao futebol.

Texto  de João Paulo Medina

 

     "Este espaço, dedicado mais ao massagista do que a massagem (enquanto técnica), tem um valor simbólico. Esta profissão que desempenhou, durante décadas, um papel relevante no dia-a-dia dos jogadores e clubes de futebol, hoje passa por mudanças radicais. Vários colaboradores na montagem do conteúdo da Cidade do Futebol até questionaram o por quê de um Instituto só para falar de massagem. Alguns, inclusive, a vislumbram como uma profissão em extinção, pelo menos nos moldes em que vinha (e, em muitos casos, ainda vem) sendo praticada junto aos diversos clubes de diferentes portes por este Brasil afora. Não deixam de ter razão, mas, neste universo de mudanças do perfil das diferentes profissões, esta do massagista parece-me emblemática.

     Salvo as exceções, os massagistas dos clubes de futebol se transformaram muito mais em figuras folclóricas e até carismáticas, devido suas atitudes e posturas, do que referências na aplicação de técnicas científicas da massagem. Representaram, entretanto, como já foi frisado, um papel importante no ambiente diário de trabalho, muitas vezes mais como confidente, conselheiro, cúmplice dos jogadores de futebol, do que propriamente o profissional que se utiliza de técnicas que usam os toques manuais para proporcionar efeitos terapêuticos, estimulantes ou relaxantes nos atletas. Por eles tem passado
segredos que dariam inveja a qualquer terapeuta que tenta penetrar na mente de um jogador de futebol. Geralmente, estes profissionais especiais, sabem, intuitivamente, como lidar com as tensões, expectativas, frustrações e vaidades que circulam nos vestiários ou na "sala de massagens" (ou não seria mais um consultório sentimental terapêutico natural?) de um clube de futebol.

    Na verdade as atividades, digamos oficiais, da chamada massoterapia, aos poucos, vão sendo melhor desenvolvidas através de técnicas alternativas diversas ou de especializações como a fisioterapia, por exemplo, que consegue dar uma abordagem mais científica, se comparada à atuação geralmente apenas prática dos tradicionais massagistas. Neste aspecto temos que concordar que este tipo de trabalho, feito pelos massagistas, está com seus dias contados. Mas não só no futebol, pois o de numero de terapeutas com conhecimentos não só em massoterapia, e com diversas técnicas manuais, apresenta na sociedade um consumo inevitável.

     Portanto, mais do que nos concentrarmos na ciência da massagem nossa pretenção neste texto é refletir um pouco sobre a função que este profissional exerceu durante muito tempo e, ao mesmo tempo, prestarmos uma homenagem a estes personagens, até certo ponto anônimos, mas que deixaram sua contribuição ao futebol brasileiro e em toda sociedade brasileira.

     Creio, também, que poderemos nos ocupar da reflexão sobre as delimitações e limitações de cada área do conhecimento, através da figura emblemática do massagista, não raramente desprezado pelo seu pouco embasamento científico, entre outras características. Há ainda no futebol (e não só) uma visão bastante corporativa das diferentes profissões que, infelizmente, impede que se avance para abordagens mais interdisciplinares do fenômeno esportivo(*). Alguns profissionais agem como verdadeiros proprietários de determinados saberes, como se só a eles coubessem encontrar as soluções de determinados problemas. "

 




publicado por fisio100 às 20:29
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30



posts recentes

...

PERIOSTITE DO TIBIAL ANTE...

Crioterapia - somente vas...

Massagista, uma profissão...

Histórico Profissional - ...

Fisioterapia Desportiva

A consulta a um fisiotera...

Quanto mais directo o ace...

Respondendo perguntas

Avaliação Funcional em Gi...

arquivos

Março 2013

Outubro 2007

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

tags

todas as tags

favoritos

Quanto mais directo o ace...

blogs SAPO
subscrever feeds