Quinta-feira, 17 de Agosto de 2006
Avaliação Funcional em Ginásios

Formação na Academia Aerobic - Ilha do Governador - Rio de Janeiro (26/06/1993)

Prof. e Fisioterapeuta - Francisco Sousa (Formador)

"TESTE DE FORÇA"

"Realiza-se análise de regressão para cada exercício, sendo deduzidas equações para o cálculo do ICR (Índice de Carga Relativa).

Força Absoluta Kg )  = Força Relativa

Peso  Corporal

Peso Corporal   = ICR

Força Absoluta

Descrição do Estudo:

1) Amostra: 122 indivíduos, ambos os sexos, entre os 18 a 55 anos;

2) Exercícios selecionados: Flexão/extensão de braço, Puxada na barra, abdominal (fle.total do tronco) e agachamentos (completo);

Metodologia do Teste

- Carga máxima avaliada;

- Teste por repetição máxima;

- Pesagem dos pesos;

Foi estabelecida uma interdependência entre o > nº de repetições para cada exercícios e o ICR da musculatura envolvida;

ICR

- Barra = 46,28 - (nº de rep.) 

                       45,94

 Execução: braços na linha do ombro, pegada em pronação, angulação total e tem que passar o queixo.

- Flexão = 87,18 - (nº de rep.)

                             82,29

- Abdominal  = 281,42 - (nº de rep.)

                                     287,1

Execução: Braços cruzaods sobre o tronco e flexão do tronco completa;

- Agachamento = 212,58 - (nº de rep.)

                                      206,63

Execução: agachamento completo, mãos na nuca, quadril até o calcanhar";

Pesquisa - Prof. Wallace David Monteiro

COMPOSIÇÃO CORPORAL

"Não existe um método pereito"

Laboratoriais - Direto (dissecação)

                          - Indireto (contagem de k40 - potássio 40, densimetria, água - corporal total);

                          - Duplamente indireto (antropometria e impedância);

Gordura Corporal -   Essencial  (impossível de medir no interior da medula e estruturas);

                                     Armazenada (mede-se com compasso de dobras);

Massa Corporal Magra -  Peso ósseo;

                                              Peso residual;

                                              Peso muscular;

Gorduras:  - Andróide - caracteriza-se por apresentar > nº de problemas internos, cardíacos e diabetes e etc;

                    - Ginóide - Caracteriza-se por gordura não centralizada;

% de Gordura através da Perimetria

Vantagens: - Método barato, grande aceitação pelos alunos, correlacionamento com o método de laboratório;

Desvantagens: Medida associada com músculo e osso incoerente, não válido para muitos fortes ou magros (grande margem de erro);

% de Gordura através da Dobra Cutânea - Pollock

% Gord.  =  [(4,35 / Db ) - 4,5 ] x 100

Masc.- Densidade Corporal = 1,1093800 - 0,0008267 (x1) + 0,0000016 (x1)2 - 0,0002574 (x3)

Fem.- Densidade Corporal = 1,0994921 - 0,0009929 (x2) + 0,0000023 (x2)2 - 0,0001392 (x3)

        x1 = somatório D.cutânea ( peitoral + abdominal + coxa)

        x2 = somatório D. cutânea (tríceps + supra ilíaca + coxa)

        x3 = idade em anos

Fracionamento da Massa Magra

Peso Ósseo

PO = 3,02 (H2 x R x F x 400)0,712 kg

H = estatura em metros;

R = diâmetro biestilóide do Rádio em metros;

F = diâmetro biepicondiliano do Fêmur em metros;

Avaliação do Sistema Energético Aeróbio

Componente Central: Débito cardíaco e volume sistólico;

Componente Periférico: Diferença arterio-venosa;

OBS. O ergômetro deve respeitar estes componentes.

Características do teste:

Máximo: exaustão voluntária máxima (consumo máximo de  O2). O teste é interrompido por um sinal ou sintoma;

Submáximo: é interrompido por padrão pré-estabelecido em FC alvo em torno de 85 a 90% da FC máxima, ou de 170 bpm, por questão de segurança, ou por tempo estabelecido. (Ex: 3' e 6' de banco, ou bicicleta 10', etc);

obs: A freqüência cardíaca de recuperação não é o melhor parâmetro para se verificar o condicionamento do indivíduo.

Esforços:   Única Carga

                    Várias cargas

Presença ou Ausência de pausas:  Contínuo (mais utilizado em ginásios);

                                                                 Descontínuo;

Características dos Testes Submáximo:

1) Não são utilizados com objetivos diagnósticos;

2) são utilizados para estudos de grandes massas populacionais;

3) Utilizados para acompanhar o estado funcional de:

                                 - tenham submetidos a testes de esforço máximo (fim de diagnóstico);

                                - pessoas que não tenham que realizar diagnóstico (- de 35 anos);

4) 1 a 3 cargas geralmente;

5) Foram elaborados para deliniar FCs entre 110 e 150 bpm;

6) são mais comumente aplicados nos bancos e bicicletas;

7) Partem do princípio que um indivíduo mais treinado alcançará uma menor FC submáxima, padrão para qualquer nível de carga;

Obs: O Teste do Banco de Harward surgiu para observar o condicionamento físico dos soldados, se estes estavam aptos ou não para enfrentar a guerra;

Cuidados:

Bicicleta: - Calibragem

                 - Altura do banco e guidom;

                 - Pedaleiras;

                 - Velocidade da pedalada (ritmo);

                 - Volta à calma;

Banco: - superfície (áspera);

              - Ritmo de trabalho (pode ser gravada uma fita);

              - Mecânica do trabalho (extensão completa do joelho);

Tapete (esteira): - Adaptação;~

                               - Apoio dos braços no suporte (pode aumentar o valor do VO2máx. em 40%);

                               - Interruptor do teste (segurança);

                               - Volta à calma;

 

Bicicletas

TAURUS:  O coração bombeia o sangue em menor débito cardíaco, devido ao posicionamento dos MsIs, portanto a FC não é estimulada suficiente e há aumento da resistência para componente periférico, com isso, a sobrecarga para os MsIs é um pouco maior;

TESTE DE FRED KASH

Teste Submáximo - protocolo consiste em subir 3' em banco de 30 cm de altura, ritmo de 24 subidas por minuto (96), a FC é aferida após a interrupção;

PROTOCOLO DE NAGLE ET AL

Teste de Banco e Máximo - subir 30 vezes por minuto, o teste inicia-se com 12 cm para homens e 8 cm para mulheres. A cada 2' aumentar a altura do banco em 4 cm, considera-se como carga final a última completada.

VO2máx = 0,875 x altura (cm) + 7,00 (mlKg-1min.-1)

PROTOCOLO CELAFISCS

Bicicleta - submáximo

1) Duração 8' = 2 cargas após 4 minutos;

2) Ritmo = 50 rpm (pedalada - 18 vel.);

3) Carga para o teste: 

                  - 1ª carga - Criança e sedentário = 25 w

                                    - Atletas e jovens = 50w

                  - 2ª carga - 4% do peso corporal - expresso em Kg

4) 2º minuto : FC < 120 bat/min. -  + 25 w e volta a executar os 4 minutos;

5) Cálculo do VO2máximo = FC final

Obs: Bicicleta Monark: Cada ponto Kp corresponde a 12,5 w;

 

TESTE DE PISTA (Campo)

Cooper 1,5 milha: VO2máx. = D (m) x 60 x 0,2 + 3,5

                                                            duração (seg)

Cooper 12 minutos (clássico):    VO2máx.  =  D (m) -  504

                                                                                       45

Teste 1600m (1 milha):

Tempo (min.)                  /        Classificação       /      VO2máx. ml Kg .min.

20:00 a 14:30                 /                 1                     /           22 a 28

14:30 a 12:00                 /                 2                     /           28 a 32

12:00 a 10:00                 /                 3                     /           32 a 28

10:00 a 08:00                 /                 4                     /           38 a 46

08:00 a 06:30                 /                 5                     /           46 a 55

06:30 ou menos            /                 6                     /           55 acima

Caminhada 1600 m

VO2máx. = 132,853 - (0,0091 x PC) - (0,0257 x idade) + (0,5955 x sexo) - (0,224 x t1) - (0,0150 + FC1 - 4)

PC = Peso Corporal

I = Idade

Sexo = zero para mulheres e 1 para homens;

t1 = tempo para caminhada de 1 milha, enunciado em minuto e centésimo de segundo);

FC1-4 = FC em bpm, no final dos últimos 400m;

Interpretação dos Resultados

- População avaliada;

- Hereditariedade;

- estado de Treinamento;

- Sexo;

- Ergômetro utilizado;

- Objetivos com a prescrição de exercícios;

 

Teste para o Limiar Láctico (Anaeróbio)

     4 mM/l (lactato) foi preconizado como limiar láctic, porque verificou-se que ao chegar a este limiar de lactato, após esta unidade, há um aumento abrupto de lactato, e está correlacionado mais ou menos em trono pra sedentário na FC 140bpm e em treinado Fc 180bpm;

Aproximadamente: - menor de 2mMol/l  =  110 a 140 bpm (aeróbio);

                                   - + ou - 2 mMol/l  =  140 a 160 bpm (endurance extensivo);

                                   - 3 a 4 mMol/l  = 160 a 180 bpm (endurance intensivo);

                                   - 4 a 10 mMol/l  =  > 180 bpm (intervalado anaeróbio);~

 

Teste dos 3200 m

VO2máx. =  118,4  -  4,77  x (tempo nos 3200m)

VO2máx. (2,0 mMol)   =   118,8  -  4,867  x  t

VO2máx. (2,5 mMol)   =  108,05  - 4,432  x  t

VO2máx. (4,0 mMol)   =  122,0  -  5,130  x  t

              

 Velocidade máxima  =  498,0  -  18,84  x  t

Vel. 2,0 mMol  =  497,3  -  21,56  x  t

Vel. 2,5 mMol  =  504,4  -  21,54  x t

Vel. 4,0 mMol  =  509,5  -  20,82  x  t

 Vel.  = velocidade de treino

mMol = MiliMol (concentração de ácido láctico)

VO2máx. = ml . Kg -1. min-1

Potência Anaeróbia  (10 saltos)

AAPU  =  Distância  x  Peso Corporal

                               tempo

RAPU  =         AAPU        

                     Peso Corp

AAPU = Unidade Absoluta de Potência Anaeróbia

RAPU  = Unidade Relativa de Potência Anaeróbia

 

TESTE DE COOPER

Metros / min. = 5 VO2 - 30 (segundo Margaria)

VO2máx.  =  distância  -  504,09            (segundo LABOFISE)

                             44,78

Metros  =  5  .  tempo  (VO2  -  6)         (segundo Cooper)

Pulso máximo. O2  =         VO2máx                 

                                         FC. máx no teste    (Avalia a quantidade de O2 absorvida em cada sístole)



publicado por fisio100 às 22:04
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30



posts recentes

...

PERIOSTITE DO TIBIAL ANTE...

Crioterapia - somente vas...

Massagista, uma profissão...

Histórico Profissional - ...

Fisioterapia Desportiva

A consulta a um fisiotera...

Quanto mais directo o ace...

Respondendo perguntas

Avaliação Funcional em Gi...

arquivos

Março 2013

Outubro 2007

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

tags

todas as tags

favoritos

Quanto mais directo o ace...

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds